males-do-refrigerante

O consumo de refrigerantes no Brasil é desenfreado, fazendo com que muita gente beba mais refrigerante do que água, inclusive. Se é que bebem água mesmo.

Mas é importante ter consciência de todos os males do refrigerante, e suas consequências para a saúde.

Mesmo o consumo moderado pode ser perigoso, e refrigerantes zero ou light também não são uma boa alternativa.

Só para começar, preparamos um infográfico mostrando o que acontece no seu corpo uma hora após você tomar o seu refrigerante favorito.

infografico refrigerante faz mal

Sendo assim, segue uma lista de males do refrigerante, com 11 razões para você evitá-los.

Lista dos 11 males do refrigerante

Veja abaixo as razões para evitar o consumo de refrigerantes.

1- Refrigerantes contém ácido fosfórico, que interfere com a capacidade do organismo em absorver cálcio, e pode levar à osteoporose, cáries e fraqueza dos ossos em geral.

O ácido fosfórico também interage com a acidez do estômago, diminuindo a absorção de nutrientes.

Uma outra forma indireta pela qual o refrigerante pode afetar os ossos é o chamado “milk displacement”, ou “deslocamento do leite”.

Isso se deve ao fato que quem bebe mais refrigerante tende a beber menos leite e assim, receber menos cálcio.

Pesquisadores da Universidade Tufts estudaram milhares de homens e mulheres, e descobriram que mulheres que bebiam refrigerantes à base de cola (3 ou mais por dia) tiveram uma densidade óssea 4% menor nos quadris, mesmo quando os pesquisadores controlaram fatores como a ingesta de cálcio e vitamina D.

E a cafeína contida em algumas marcas de refrigerantes também pode estar envolvida na redução da densidade mineral óssea.

obesidade

2- Esse é um dos malefícios do refrigerante mais assustadores: uma lata de refrigerante contém o equivalente a 10 colheres de açúcar.

Essa quantidade absurda vai causar um aumento incrível da glicose no sangue, com os subsequentes picos de insulina.

Isso aumenta a capacidade do corpo em armazenar gordura, além de, no longo prazo, poder levar ao diabetes e outros problemas de coração.

Sem falar que os picos de insulina causados pelo açúcar do refrigerante ainda têm o efeito de sabotar seus mecanismos de saciedade, ou seja, você vai sentir mais fome, mais vezes ao dia.

 

Apenas retirar as bebidas açucaradas da sua dieta é capaz de reduzir em inacreditáveis 40% a ingestão de açúcar.

Pesquisadores da Harvard descobriram que ingerir uma bebida açucarada por dia aumenta 20% o risco de um homem ter um infarto durante um período de 22 anos.

 

3- Os refrigerantes zero ou light são alternativas boa apenas na aparência.

As substâncias usadas para adoçá-los podem inclusive ser mais danosas.

Existem evidências que essas substâncias estão ligadas a problemas como convulsões, esclerose múltipla, tumores cerebrais, diabetes e transtornos emocionais.

Também podem aumentar o risco de síndrome metabólica, com aumento do colesterol, do açúcar sanguíneo e pra completar a desgraça, da barriga.

Apesar de parecerem boas alternativas para a sua dieta, nenhum, repito, nenhum estudo conseguiu comprovar que trocar refrigerantes normais por zero ou light foi eficaz para perder peso.

 

Pelo contrário, ao menos o açúcar consegue mandar uma mensagem para o cérebro de “ingesta de nutrientes” (apesar que isso gera um efeito colateral indesejado), enquanto adoçantes, apesar das baixas calorias, não o fazem.

Com isso, seu organismo vai “compensar nos bastidores”, fazendo você comer mais sem perceber, e bem vindo à auto-sabotagem.

Em suma: refrigerante zero faz mal também!

obeso

4- Essa é óbvia: Refrigerante engorda!

Um estudo de Harvard estabeleceu o elo entre refrigerantes e obesidade.

Crianças de 12 anos que bebiam refrigerantes, eram muito mais propensas a se tornarem obesos do que aquelas que não bebiam, e para cada porção de refrigerante consumido diariamente, esse risco aumenta 1,6 vezes.

E acredite, no passado, existiam propagandas de refrigerante que estimulavam a mistura deles na mamadeira de bebês, como forma de “nutrir” os pequenos.

 

5- O valor nutricional de um refrigerante é ZERO.

Além das consequências ruins para a saúde, não há benefícios que contrabalancem esse fato. Refrigerantes são substâncias artificiais que danificam o corpo, ponto.

O que dizer de um produto que pode ser usado para desentupir pias? Você realmente precisa disso?

 

6- A concentração de açúcar, sódio e cafeína (esta em alguns tipos) desidrata o organismo, principalmente se o indivíduo não tiver o hábito de beber água.

Isto pode levar, em última análise, à desidratação crônica.

Lembrando que um organismo hidratado tem seu metabolismo acelerado,ou seja, essa desidratação ainda vai ajudar a engordar.

 

7- Beber refrigerante regularmente ajuda na formação de placa bacteriana nos dentes, e pode levar a cáries e doenças da gengiva.

O açúcar é o principal combustível das bactérias que atacam nossos dentes e gengivas.

Uma prova disso é que pessoas em dietas de baixo carboidrato não só têm menor tendência à cáries, mas também, por estarem ingerindo menos agentes pró-inflamatórios, acabam por reduzir as inflamações na gengiva.

Resumindo: menos açúcar é igual a melhor saúde oral.

Tomar refrigerante é como se você estivesse fazendo gargarejo com açúcar, ao invés do seu Listerine usual.

gordura

8- O aspartame, usado para adoçar refrigerantes zero ou diet, tem uma particularidade perigosíssima: quando submetido a temperaturas acima de 30C, ele libera ácido fórmico, que normalmente é utilizado como parte de venenos para matar formigas.

Vale lembrar que a temperatura média no interior do corpo humano é de 36C.

Por via das dúvidas, melhor não pagar para ver.

 

9- Novamente sobre o ácido fosfórico: pesquisadores descobriram que os altos níveis de fosfatos aceleram sinais de envelhecimento.

Níveis elevados de fosfato podem também aumentar a prevalência e severidade de complicações relacionadas com a idade, tais como doença renal crônica e calcificação cardiovascular e podem também induzir muscular severa e atrofia da pele.

 

10- Refrigerantes podem aumentar o risco de câncer por diversas formas.

A vigilância sanitária dos EUA (FDA) está analisando o caso do corante caramelo utilizado em refrigerantes de cola, pois estudos demonstraram que uma substância neles contida, o 4-metilmidazol, causou aumento de tumores em ratos.

Outra forma, esta já comprovada, é que refrigerantes aumentam a distensão gástrica e causam refluxo do conteúdo ácido para o esôfago, o que aumenta o risco de câncer esofagiano.

 

11- Assim como todas as bebidas com açúcar , refrigerantes podem provocar um efeito no cérebro semelhante àquele observado em viciados em drogas, ou seja, refrigerante vicia.

Funciona assim: A área no cérebro ligada a sensações de prazer se chama nucleus accumbens. E o açúcar é capaz de transformar essa área numa verdadeira árvore de Natal iluminada, em imagens de ressonância magnética.

doença-infantil

Essa mesma área está envolvida na resposta a drogas como cocaína e heroina. E como você deve saber, quando o “barato” passa, vem a depressão e você precisa de mais daquilo.

Com um agravante: açúcar vicia aproximadamente 8 vezes mais que a cocaína. Estudos com ratos mostraram que quando eles são previamente viciados em cocaína e você passa a oferecer água com açúcar, eles largam a cocaína.

Aliás, comportamento semelhante é visto em fumantes, quando tentam largar. É muito comum que eles engordem nessa tentativa. Isso porque eles usam o açúcar para sentir-se melhor, insconscientemente.

Isso explica porque você vê tanta gente que simplesmente não consegue largar essa bebida.

 

Se gostou do Artigo, peço que curta, compartilhe com os amigos e se inscreva no canal, pois sempre estarei postando coisas sobre Saúde e bem estar.

 

Assista a este vídeo sobre alimentação saudável e saúde:

 

ATENÇÃO!

Este artigo não substitui em nenhuma hipótese a consulta e orientação Médica e Terapêutica especializada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *