Tecido Conjuntivo

Tecido Conjuntivo é um tecido de conexão. Composto de grande quantidade de matriz extracelular, células e fibras. Suas principais funções são fornecer sustentação e preencher espaços entre os tecidos, além de nutri-los.

Existem tipos especiais de tecido conjuntivo, cada um com função específica. Isso varia, principalmente, de acordo com a composição da matriz e do tipo de células presentes.

Tipos de Tecido Conjuntivo

classificação dos diferentes tecidos conjuntivos pode ser feita de acordo com o material e o tipo de células que o compõem.

A matriz extracelular, que é a substância entre as células, tem consistência variável. Ela pode ser: gelatinosa (tecido conjuntivo frouxo e denso), líquida (sanguíneo), flexível (cartilaginoso) ou rígida (ósseo).

Desse modo, pode ser dividido em tecido conjuntivo propriamente dito e em tecidos conjuntivos de propriedades especiais, a saber: adiposo, cartilaginoso, ósseo e sanguíneo.

Tecido Conjuntivo Propriamente Dito

Tecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo Propriamente Dito

Esse tecido, como o nome indica, é o típico tecido de ligação. Atua na sustentação e preenchimento dos tecidos e, dessa forma, contribui para que fiquem juntos, estruturando os órgãos.

Sua matriz extracelular é abundante, composta de uma parte gelatinosa (polissacarídeo hialuronato) e três tipos de fibras proteicas: colágenas, elásticas e reticulares.

Existem dois subtipos de tecido conjuntivo propriamente dito, classificados de acordo com a quantidade de matriz presente, são eles:

  • Tecido Conjuntivo Frouxo

É constituído de pouca matriz extracelular, com muitas células e poucas fibras. Isso torna o tecido flexível e pouco resistente às pressões mecânicas. Algumas células são residentes, como os fibroblastos e macrófagos e e outras são transitórias, como: linfócitos, neutrófilos, eosinófilos.

É encontrado pelo corpo todo, envolvendo órgãos. Além disso serve de passagem a vasos sanguíneos, sendo assim importante na nutrição dos tecidos.

  • Tecido Conjuntivo Denso

Possui grande quantidade de matriz extracelular, com predominância das fibras colágenas, dispostas sem grande organização. Há poucas células presentes, entre elas osfibroblastos.

É encontrado abaixo do epitélio, na derme, conferindo resistência às pressões mecânicas, graças às suas muitas fibras. Também é muito encontrado nos tendões.

Tecido Conjuntivo Adiposo

É um tipo de tecido conjuntivo de propriedades especiais. Sua função é de reserva energética e também proteção contra o frio e impactos.

É constituído de pouca matriz extracelular, com quantidade considerável de fibras reticulares e muitas células especiais, os adipócitos, que acumulam gordura.

Tecido Conjuntivo Cartilaginoso

Observe as fibras elásticas e os condrócitos localizados nas lacunas circulares

Cartilagem Elástica

É composto por grande quantidade de matriz extracelular, no entanto, ela é mais rígida nesse tecido do que no conjuntivo propriamente dito. Isso ocorre devido à presença de glicosaminoglicanas associadas às proteínas, além de finas fibras colágenas.

Nas cartilagens, constituídas desse tecido, estão presentes os condrócitos, células que ficam alojadas dentro de lacunas na matriz.

Devido à sua consistência especial, o tecido cartilaginoso faz a sustentação de diversas regiões do corpo, mas com certa flexibilidade.

Tecido Conjuntivo Ósseo

Presença dos diferentes tipos celulares: osteócitos e osteoblastos

Tecido Ósseo.

Estão presentes células jovens (osteoblastos) e maduras(osteócitos)

É um tecido mais rígido, presente nos ossos e responsável pela sustentação e movimentação.

É composto de abundante matriz extracelular, rica em fibras colágenas e moléculas especiais (proteoglicanas e glicoproteínas). A matriz é calcificada pela deposição de cristais (formados de fosfato de cálcio) sobre as fibras.

A célula especial do tecido, o osteócito, fica no interior de lacunas na matriz rígida. É uma célula madura originada dos osteoblastos, células ósseas jovens.

Tecido Conjuntivo Sanguíneo

presença do eosinófilo

Células sanguíneas. A célula diferente é um eosinófilo, um tipo de leucócito, entre hemácias.

É um tecido especial cuja matriz se encontra no estado líquido. Essa substância se chama plasma, nele estão as células sanguíneas: glóbulos vermelhos (hemácias) e glóbulos brancos (leucócitos) e as plaquetas(fragmentos celulares).

O tecido hematopoiético ou hemocitopoiético é responsável pela formação das células sanguíneas e componentes do sangue. Ele está presente na medula óssea, localizada no interior de alguns ossos.

 

Funções

Cada tipo de tecido conjuntivo possui tipos específicos de células e sua matriz extracelular contém diferentes moléculas e fibras que determinam sua função.

  • Preenche espaços entre os diferentes tecidos e estruturas;
  • Participa na nutrição de células de outros tecidos que não possuem vascularização, uma vez que facilita a difusão dos nutrientes, além de gases, entre o sangue e os tecidos;
  • Reserva energética nas células adiposas;
  • Atua na defesa do organismo através das suas células;
  • Produz células sanguíneas na medula óssea. 
  • → Funções do tecido conjuntivo

    Entre as principais funções desse tecido no nosso corpo, podemos citar:

    • Sustentação de tecidos e órgãos;
    • Preenchimento de espaço entre os tecidos;
    • Nutrição dos tecidos epiteliais;
    • Proteção de órgãos internos;
    • Reserva energética (células adiposas);
    • Defesa contra organismos patogênicos;
    • Produção de células sanguíneas.
  • Assista ao Vídeo da Professora Dr.ª Natalia Reinecke

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *