cromo

 

A cromoterapia é um tratamento que utiliza as cores para restaurar
o equilíbrio físico e emocional, e para curar doenças. Os adeptos da
cromoterapia entendem que cada cor possui uma capacidade
terapêutica e uma vibração específica.

Este método já é utilizado pelo homem desde as antigas
civilizações — como Índia, Grécia, Egito antigo a e China – e seu
objetivo é de harmonizar o corpo.

Os egípcios construíram a cidade colorida Heliópolis (cidade da
luz), onde as cores eram aplicadas nos tratamentos de saúde.
Ensinavam que as cores vermelho, amarelo e azul eram as forças
ativas dos seres físicos, espirituais e mentais.

Os gregos também utilizavam as cores com fins terapêuticos. Estes
especificavam diferentes cores para tratar determinadas doenças.
O fisiologista Albert Szent-Györgyi, ganhador do prêmio Nobel, fez
experiências cromáticas com alguns importantes resultados. Na sua
pesquisa, expôs certas enzimas e hormônios a diferentes cores e

verificou que algumas causavam mudanças moleculares nas
enzimas e hormônios.

Mesmo as pessoas cegas são afetadas pelas cores. Pesquisas
feitas na Rússia demonstraram que os cegos podem identificar as
cores pelo tato. Dizem, por exemplo, que sentem a cor vermelha
mais quente, dinâmica e áspera, e a cor azul lhes parece macia e
fresca. Ou seja, as cores não só nos afetam visualmente, mas
também afetam nossos campos de energia, mesmo que os nossos
olhos estejam fechados ou estejamos dormindo.

Os adeptos da medicina natural têm muita simpatia pela
cromoterapia e existem vários médicos naturalistas, inclusive no
Brasil, que costumam aplicá-la com sucesso. Alguns deles não
hesitam em considerar a cromoterapia como parte importante da
medicina do futuro, devido a sua simplicidade, facilidade de
aplicação e eficácia.

Veja abaixo o significado das cores usadas na cromoterapia:

Vermelho: esta cor simboliza o princípio de vida. Pode despertar
desejo e sexualidade, porém em excesso, nervosismo e ansiedade.
Na escala das cores, essa é a primeira que aparece, possuindo
uma onda longa que lhe confere uma capacidade de propagação
maior que as das outras cores, fazendo com que se sobressaia
perante as demais.

Esta cor estimula a circulação, tem a capacidade de aumentar a
pressão sanguínea e o ritmo respiratório, aumenta a atividade
nervosa e glandular e produz contração da musculatura estriada.
Indicações: pressão baixa, insuficiência cardíaca, impotência
sexual, tristeza, depressão, preguiça e doenças debilitantes em
geral, etc.

Contraindicações: nervosismo, ira, tensão emocional, tensão pré-
menstrual, paranoias, pressão alta, cãibras musculares, doenças do
fígado e da vesícula biIiar, insônia,etc.

………………………………………………………

Azul: esta é a cor de maior propriedade terapêutica, e a que mais
possui efeito curativo. É uma cor relaxante, suave, que produz
calma, equilíbrio e tranquilidade. É a cor da compaixão, e também
uma cor feminina, da paz de espírito, da ética, da integridade e da
confiança. Em suas tonalidades mais escuras, o azul é relacionado
ao infinito profundo e à eternidade; em seus tons mais claros, ao
êxtase místico.

A cor azul é a primeira das cores frias do espectro. Estimula a
busca da verdade interna, ajuda a alcançar a paz interior e viver
seus ideais. Estimula a inspiração, criatividade, compreensão
espiritual, fé e devoção. Está associado à gentileza, contentamento,
paciência e serenidade.

Indicações: nervosismo, temperamento agressivo, ciúme, medo,
insegurança, ansiedade, alcoolismo, stress, pressão alta,
obesidade, taquicardia, etc.

Contraindicações: O azul não possui contraindicações dignas de
destaque. Existe uma certa contraindicação em casos de coma, de
medos muito acentuados ou fobias.

………………………………………………………

Verde: é a cor ligada à natureza, tranquilidade, equilíbrio e saúde. É
a cor da firmeza, perseverança, segurança, autoafirmação e
resistência. Mais conhecido como a cor da esperança, o verde
também estimula o amor-próprio e o orgulho.

A cor verde é encontrada em toda a natureza, simbolizando a
fartura e renovação das forças do universo. É fundamental para o
tratamento do estresse. Como cor predominante da natureza, faznos
sentir um grande bem-estar ao termos contato com ele nos
campos.

Indicações: depressão crônica, personalidade fraca, medo do
fracasso, falta de motivação, autoestima diminuída, prisão de
ventre, falta de memória, complexo de inferioridade, etc.

Contraindicações: Hipocondria, megalomania, úlcera gástrica e
duodenal (úlceras pépticas), cólicas menstruais, espasmos
viscerais, diarreias dolorosas, sadismo, masoquismo.

………………………………………………………

Amarelo: esta cor influencia a capacidade de expressão e o
dinamismo. É a cor da vivacidade, do desprendimento e da leveza.
Produz relaxamento, desinibição, brilho, reflexibilidade, alegria e
espiritualidade.

Esta cor estimula o intelecto assim como a comunicação. É o último
dos raios que trazem calor e extroversão. O amarelo é uma cor
ativa, expansiva, ambiciosa, excêntrica e inquiridora. Está ligada a
certos estados da alma, como a euforia, a variabilidade, a
expectativa e a espontaneidade e está relacionada com a
originalidade, a mente radiante, a franqueza, a luz solar e a
felicidade.

Indicações: preocupação excessiva, fraqueza com pressão baixa,
úlceras gástrica e duodenal, choro excessivo e constante, falta de
confiança no futuro, manias, ideias fixas, doenças psicossomáticas
em geral, etc.

Contraindicações: infantilidade, imaturidade , doenças mentais,
oligofrenia (demência), síndrome de Down, crianças com distúrbios
da fala, mau desenvolvimento psicomotor, sugestionabilidade,
pressão alta, atraso menstrual, falta de memória, baixa capacidade
de concentração e de cálculo.

………………………………………………………

Laranja: é a cor classificada como antidepressiva. É a cor da
felicidade, estimula a confiança e o otimismo. Sua energia atua
diretamente no campo etérico devido à escala vibracional desse
corpo ser da mesma frequência vibracional da cor laranja.
Indicações: fortalecer as funções mentais.

Contraindicações: abuso de poder/egocentrismo.

………………………………………………………

Violeta: esta é a cor da paz na consciência e da estabilidade. Tem
como objetivo elevar a autoestima e promover a concentração. É,
definitivamente, uma cor ligada ao encantamento, ao sonho, ao
estado mágico da mente, aos desejos espirituais, ao deleite
espiritual ou astral. Está associado à mediunidade e intuição.

Indicações: materialismo excessivo, crises de personalidade,
carência afetiva, autodestruição, remorso.

Contraindicações: alcoolismo, fanatismo, mistificação, psicoses,
dispersão mental.

………………………………………………………

Preto: esta cor fechada transmite a sensação de entrega, renúncia,
introspecção. O preto significa também o destino e a morte,

favorece a autoanálise e permite um aprofundamento do indivíduo
no seu processo existencial.

Sua condição de total ausência de cores se relaciona
simbolicamente à ideia do nada, do vazio. É a cor predileta de
monges e outros tipos de religiosos, pois permite um maior contato
com o inconsciente e com a vida interior.

Indicações: o preto tem o efeito de isolar, por isso, muitas vezes é
usado antes de uma aplicação específica, para neutralizar o cliente
da influência de outras cores.

Tem ainda o curioso efeito de
aumentar a capacidade de ação de outras cores, quando é aplicado
simultaneamente a essas cores. Nesses casos, a técnica de
aplicação da cor preta é simplesmente a permanência da pessoa
num aposento escuro e totalmente sem luz.

Contraindicações: O preto é contraindicado, mesmo nas roupas, em
caso de tristeza excessiva, depressão, melancolia, medo, senilidade
e paranoia. Por isso, jamais deveria ser usado por pessoas que
acabaram de perder um ente querido – o amarelo seria bem mais
indicado. A tradição do uso do preto como a cor do luto era comum
entre sacerdotes somente durante cerimônias fúnebres.

………………………………………………………

Cinza: é o equilíbrio entre o preto e o branco, uma tonalidade
inteiramente neutra e isenta de qualquer capacidade de influenciar
o ser humano. Transmite a sensação de neutralidade, ou seja, não
produz nem tensão, nem relaxamento, é completamente neutro e
dá a sensação de equilíbrio e estabilidade.

As pessoas que têm atração pelo cinza sentem necessidade de
buscar o equilíbrio, a redução de conflitos psíquicos e podem estar
carentes de energia vital.

Indicações: esta cor ajuda a melhorar o temperamento irascível.
Também ajuda a melhorar os defeitos do caráter através da
autoanálise e do autoconhecimento. O cinza é indicado quando se
deseja reduzir alguma tendência psicológica ou emocional.

Contraindicações: em casos de distanciamento da realidade, nas
esquizofrenias, no autismo, em casos de memória fraca e
desorientação no tempo e no espaço.

………………………………………………………

Marrom: é a cor da dependência, da necessidade de segurança, da
disciplina e da uniformidade. O marrom transmite calma, e é a cor
da integração e do oferecimento. Como o marrom é uma espécie de
vermelho escurecido, ele possui a vitalidade e a força impulsiva do
vermelho, só que de forma atenuada pelo preto neutralizador.

O marrom é uma cor que transmite uma vitalidade passiva.
É umacor indiferente, comumente preferida por religiosos e andarilhos.
Por isso é que se diz que o marrom realça a importância das raízes,
do lar e do agrupamento social.

Indicações: inconstância, indisciplina, neurastenia, distúrbio afetivo
bipolar, atritos familiares, rebeldia infantil.

Contraindicações: dependência afetiva, autodisciplina excessiva,
apego familiar exagerado, dependência psicológica à família ou ao
grupo, ascetismo e isolamento.

………………………………………………………

Branco: a cor branca envolve todas as cores, e seus efeitos em
nosso ser são a da divina realização, humildade e imaginação.
Vibrações brancas são as mais rápidas.

É a energia e o poder para transformar o centro da imaginação. O
branco nos leva na direção da harmonia e do amor divino.

………………………………………………………

Magenta: esta cor tem como objetivo ajudar a libertar-se de
sentimentos antigos que nos impedem de avançar. A nível físico,
leva-nos a abandonar atividades físicas inadequadas ao nosso
desenvolvimento.

O magenta também é benéfico para casos de quistos benignos e
deslocamento de retina.

………………………………………………………

Dourado: é a cor da sabedoria e é indicativo de uma alta
espiritualidade.

………………………………………………………

Turquesa: esta cor tem a capacidade de acalmar e é excelente
para utilizar em casos de tensão nervosa e combater infecções.
Tem as mesmas indicações da cor azul.

………………………………………………………

Índigo: esta cor simboliza a compreensão e a intuição. Além disso,
possui efeito dissipador, relaxante das tensões e ao mesmo tempo
se encarrega de energizar o corpo físico.

O índigo tem capacidade de ampliar a compreensão. Ajuda a
expandir a mente, liberando-a dos medos e inibições; efeito
semelhante ao da cor laranja. Tem as mesmas indicações da cor
azul.

………………………………………………………

Aplicações

Há diversas utilizações da cromoterapia, porém a mais conveniente
é a aplicação de um foco luminoso diretamente sobre o corpo, em
um aposento escuro, durante meia hora, todos os dias.
As clínicas utilizam um spot para irradiar o foco de luz colorida
sobre o cliente deitado de costas.

A pessoa deve estar confortavelmente deitada de costas, de
preferência sem roupas, para evitar qualquer tipo de interferência
cromática no tratamento.

A aplicação do foco de luz é utilizada, sobretudo por clínicas
especializadas e pode ser acompanhada de outras formas
terapêuticas, como a musicoterapia e as massagens.

Existem outras formas de aplicação das cores visando o equilíbrio e a boa saúde, desde a simples escolha das cores de roupas e das tonalidades usadas na decoração da casa até a mentalização de cores.

Há também os banhos, com chuveiros com iluminação multicolorida e tecnológica.

Paz e Luz.

Mario Carneiro – Terapeuta Holístico – Servo da Luz.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *