sistema-linfatico

O sistema linfático

O sistema linfático é uma rede complexa de órgãos linfoides, linfonodos, ductos linfáticos, tecidos linfáticos, capilares linfáticos e vasos linfáticos que produzem e transportam o fluido linfático (linfa) dos tecidos para o sistema circulatório, ou seja, é constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às veias (vasos linfáticos), que se distribuem por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares sanguíneos, filtrando-o e reconduzindo-o à circulação sanguínea. O sistema linfático também é um importante componente do sistema imunológico, pois colabora com glóbulos brancos para proteção contra bactérias e vírus invasores.
sistema_linfatico
………………………………………………………………………………………………………………….
 
O sistema linfático, e como o Shiatsu pode atuar para a melhoria do mesmo.
 
As manobras feitas nos pacientes muitas vezes não são notadas “sentidas”.
 
A parte muscular recebe um benefício imediato, porém internamente “sob a pele”, os efeitos são profundos…
 
Promovendo a melhora significativa dos sistemas circulatórios, agindo como um auxiliador nas funções Linfáticas.
…………………………………………………………………………………..
 
Segundo os especialistas, os benefícios básicos do Shiatsu são:
 
– Ajudar o paciente a descontrair, aliviando a tensão;
 
– Melhorar o fluxo linfático, a circulação sanguínea e a vitalidade do paciente, melhorando assim o sistema imunológico e evitando uma série de doenças;
 
– Ajudar a aliviar dores e diminuir a rigidez;
 
– Aumentar a percepção do próprio corpo;
 
– Desenvolver a cura por meio do contato físico adequado.
 
……………………………………………………………………………………
 

– O que é o sistema Linfático? –

 
Além do sistema cardiovascular (circulatório) para a circulação do sangue, o corpo humano possui outro sistema de fluxo de líquido: o sistema linfático.
 
O sistema linfático compreende o conjunto formado pela linfa, pelos vasos linfáticos e órgãos como os linfonodos, o baço, o timo e as tonsilas palatinas. A linfa é um líquido claro, ligeiramente amarelado, que flui lentamente em nosso corpo através dos vasos linfáticos. Parte do plasma sanguíneo extravasa continuamente dos vasos capilares, formando um material líquido entre as células dos diversos tecidos do organismo – o líquido intercelular ou intersticial.
 
Uma parte desse líquido intercelular retorna aos capilares sanguíneos, carregando gás carbônico e resíduos diversos. Outra parte – a linfa – é recolhida pelos capilares linfáticos. Os capilares linfáticos transportam a linfa até vasos de maior calibre, chamados vasos linfáticos. Esses vasos semelhantes às veias, por sua vez, desembocam em grandes veias, onde a linfa é liberada, misturando-se com o sangue. Ao longo do seu trajeto, os vasos linfáticos passam pelo interior de pequenos órgãos globulares, chamados linfonodos. Os vasos linfáticos passam ainda por certos órgãos, como as tonsilas palatinas (amídalas) e o baço.
 
O sistema linfático não possui um órgão equivalente ao coração. A linfa, portanto, não é bombeada como no caso do sangue. Mesmo assim se desloca, pois as contrações musculares comprimem os vasos linfáticos, provocando o fluxo da linfa.
 
Os vasos linfáticos possuem válvulas que impedem o refluxo (retorno) da linfa em seu interior: assim, ela circula pelo vaso linfático num único sentido. O sistema linfático auxilia o sistema cardiovascular na remoção de resíduos, na coleta e na distribuição de ácidos graxos e gliceróis absorvidos no intestino delgado e contribui para a defesa do organismo, produzindo certos leucócitos, como os linfócitos.
 
Paz e Luz.
 
Mario Carneiro – Terapeuta Holístico – servo da Luz.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *