feliz

 

Felicidade e a alegria só são possíveis quando mantemos o coração aberto.

Para isso, precisamos abrir mão do sofrimento e nos harmonizar com o fluxo da vida, tornando-nos desprendidos e naturais, capazes de ouvir e atender os comandos do coração.

Por isso, trabalhamos para nos tornarmos capazes de desvendar o amor, que é uma fragrância do Supremo e está em tudo, mas que a mente condicionada nos impede de perceber essa realidade espiritual.

Ela nos faz sentir separados, isolados e faz com que sigamos numa direção oposta ao fluxo do coração. E o fato de ter essas duas forças agindo em direções opostas dentro de nós, gera o que conhecemos como sofrimento.

Se o que eu proponho é se harmonizar com o fluxo da vida e resgatar o estado de desprendimento e naturalidade, então, proponho que você identifique aquilo que te impede de ser natural, aquilo que te impede de ser desprendido.

Encontre os condicionamentos mentais, as crenças e as imagens que sabotam sua felicidade. Identifique os aspectos da personalidade que ainda se encontram trancados em negação, que fazem você ir em direção oposta àquela que o seu coração está determinando. Quando você puder identificar esses aspectos, que eu tenho chamado de não, você poderá fazer algo a respeito.

“Sempre que estamos reagindo criamos um sintoma muito fácil de ser identificado, que são situações negativas ou destrutivas que se repetem em nossa vida.”

Para simplificar, vou chamar o comando do coração de sim e tudo aquilo que vem da mente condicionada e te leva à direção oposta de não.

O sim é a ação que nasce da presença, é o amor em movimento.

O não nasce do passado, nasce da sua agitação interna, é uma forma de se defender, de se proteger das ameaças da vida.

É, portanto, uma reação. Sempre que estamos reagindo criamos um sintoma muito fácil de ser identificado, que são situações negativas ou destrutivas que se repetem em nossa vida. Situações que você tenta mudar através da vontade consciente, mas não consegue.

Eu sugiro que você inicie esse processo de desvendamento do amor tomando consciência das áreas da sua vida em que você não está feliz, daquilo que você gostaria que fosse diferente.

Continue se perguntando: o que é na sua vida que você gostaria que fosse diferente?

É muito importante tomar consciência das suas insatisfações porque elas estão intimamente relacionadas com o auto-ódio, que é a única frequência capaz de gerar destruição.

À medida em que você se aprofunda nesse trabalho de autoconhecimento, descobre como e porque o ódio se voltou para você mesmo, na forma de culpa, vingança, protestos e obstinação.

Em resumo, estou propondo que você se liberte desse passado e que viva a partir do momento presente.

Paz e Luz.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *