sozinho-na-net

A internet une ou separa as pessoas?

Este é um tema que merece ser discutido profundamente, por ser esta sociedade atual, regida pela tecnologia, onde a maioria não vive mais sem a internet, usa-as para comprar, pesquisar, reservar hotéis, passagens, buscar informações e se comunicarem.
 
 
 
As pessoas vivem com expectativas constantes de receberem mensagens, venham elas por e-mail ou por celular, mesmo que seja um simples “oi” um “como vai você?” ou até mesmo um “estou aqui”. Toda essa amabilidade faz com que as pessoas sintam-se sempre juntas, logo, não consideram que estejam sozinhas, por estarem sempre conectadas.
 
solidão
 
Pode-se afirmar que as pessoas estão totalmente consumidas pela tecnologia, devido às facilidades de encurtamento das distâncias, ao possibilitar e manter diálogos áudio-visuais entre marido e mulher, pais e filhos, amigos, entre outros.
 
separados
O que preocupa é a grande dependência e frieza nessas formas de comunicação o que acaba perdendo o calor de poder ver de verdade e sentir um olhar, um toque…As ferramentas cada vez mais evoluídas disponíveis na rede só aumentam esta distância física.
 
 
 
Ainda há as crianças que, por terem a facilidade e velocidade no manuseio das tecnologias, provocam outra situação a ser considerada pelo fato de que hoje em dia, quando famílias estão reunidas é possível observar que pais e filhos estão quase sempre em contato constante com seus celulares e lap tops, ao invés de interagirem entre si.
 
 
 
Contudo, por haver a necessidade de se praticar e usar essa tecnologia é importante haver o cuidado na prevenção de possíveis síndromes provenientes do mau uso da tecnologia, assim como, também deverá ter o zelo para que o estabelecimento da comunicação entre os seres humanos ocorra de forma segura e aproximativa, sem permitir que este procedimento roube a atenção das pessoas que se encontram ao redor.
 
 

– USO PATOLÓGICO DA INTERNET – UPI. –

 
– Compulsão por internet –
 
Alguns fatores que favorecem o uso abusivo da internet são: timidez, baixa autoestima, dificuldades no estabelecimento de relações interpessoais, inabilidade social, solidão, necessidade de fantasias sexuais, não conseguir disciplina no controle dos prazeres da vida, não ter nenhuma ideal acima da compulsão a internet.
 
vicio-internet
Não saber lidar com as dores da vida de outra forma, não ter prazeres significativos com outras atividades, medo de sofrer ao tentar parar como já fez antes, conviver somente com pessoas que fazem uso da mesma compulsão, acreditar que há mais benefício do que custo na compulsão, não saber se socializar de outras maneiras, não ser capaz de viver sem a compulsão, é apenas hábito .
 

– Atenção dividida –

atenção-dividida

 
A Associação Americana de Psicologia define multitarefa como “a tendência a fazer mais de um trabalho que precise de atenção ao mesmo tempo, como falar ao telefone e escrever uma mensagem eletrônica”.
 
Ela diz que esse hábito promovido pelas novas tecnologias tornou-se um problema. Sério.
 
O motivo é simples: nossa capacidade de atenção é limitada. Quanto mais ela é fracionada, menos funciona. É um problema que tem origem na evolução da espécie. Fazemos bem uma coisa de cada vez e, mesmo assim, com grau limitado de concentração. Apesar disso, estamos nos dividindo cada vez mais.
 
Paz e Luz.
 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *